fbpx
Escolha uma Página
Compartilhe

Assembleia da Seguradora Líder aprova TAC com MPMG, sufoca a justiça e livra os dirigentes da cadeia. Vídeo mostra agressão durante a assembleia

Mais uma vez, os grandes grupos financeiros impuseram sua vontade e vão contra a determinação da Susep que estabeleceu em Ofício Eletrônico (44/2017) que eventuais despesas relacionadas às fraudes do DPVAT e TAC (Termo de Ajuste de Conduta) devem ser suportadas pelos acionistas da Seguradora Líder.

Durante Assembleia Geral dos Consorciados que aconteceu no dia 27 de junho, com a manipulação dos grandes grupos, foi aprovado o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta e Protocolo de Obrigações com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais. O acordo já foi criticado pelo deputado federal Marcelo Freitas que liderou a Operação Tempo de Despertar e revelou as fraudes do sistema DPVAT.

O deputado alertou que o TAC com o Ministério Público de Minas Gerais tem o intuito de sufocar a justiça e livrar os dirigentes da cadeia.

Os grandes grupos querem a manutenção do monopólio do DPVAT e que seus dirigentes não sejam presos.

Veja a agressão sofrida pelo presidente da Gente Seguradora, Sergio Suslik Wais, que defende o fim do monopólio e é a favor da Livre Iniciativa e da Livre Concorrência para TODOS: